domingo, 22 de março de 2009

Baralhar

Ouça um bom conselho:

Olhos com dentes que mordem. Dentes com unhas que arranham. Unhas com bocas que cravam. Bocas com pés que levam. Pés com peitos que clamam. Peitos com línguas que chamam. Línguas com mãos que tocam. Mãos com pernas que puxam. Pernas com braços que casam. Braços com paus que se mostram; e Paus com Copas que se fundem, é jogo muito perigoso, meu amigo.

9 comentários:

Mésmero disse...

E gostoso.

Lázaro Barbosa disse...

E fogoso.

Saudações verdes

Lázaro

Ariela disse...

Um achado esse poema, Aliocha Karamázov.

Mayara Nogueira disse...

De Ariela Masé para Aliocha Karamázov? Interessante ...

Ariela disse...

Uma dupla e tanto...

Stárietz Zossima disse...

Será que um dia Ariela e Aliocha se encontrarão na mesma narrativa?

Flavia Neves disse...

embaralha o poema! nem imagino de onde surgiu tanta inspiração caliente. mas cuidade, é muito perigoso, minha cara!

poema demais! parabéns!

Aline Dias disse...

perigosíssimo, de fato.

Cecília disse...

Que coisa mais perigosa e gostosa!!! adorei o poema!! parabéns!!!