sábado, 14 de junho de 2008

In perpetuum

Roda mundo, gira sol, roda gira
e a velha história:
paixão, fogo e notas de viola.

4 comentários:

maria maria disse...

ah, nem me fale... os dedos vadios, que tocam violas, tocam, tocam e fazem fogo. é fogo! que nem cabe na poesia.

Paulo Marcueil disse...

Atinando bem, se bem me permite, que vá ad infinitum - que isso é de chegar lá.

Polêmica disse...

o teu blog é um dos mais lindos, legais e interessantes que já vi...parabéns!!!

Anônimo disse...

Me impressionou. Achei este blog através de um outro, mente-retórica, que é muito ruinzinho. Sai dali! Vc é a unica q sabe escrever! Esquerdistas,aff. Panfletário e mal escrito

P.S.Tirando aqueles seus poemas de referências modernosas, tipo: beatnik, referência a marginalidade, bem legal. :)